Steven Universe: O que as fusões nos dizem sobre os personagens da série.

Um fato curioso é que as vezes algumas séries de tv são conectadas por alguém na equipe de produção, no canal em que passam ou no contexto em que estrearam, de maneira que é muito difícil de pensar a fundo em uma série sem pensar em outra.

E nessa linha de pensamento, eu meio que considero Steven Universe um filho de Adventure Time. A criadora de Steven Universe, Rebecca Sugar, trabalhou em muitos episódios como artista de storyboards, roteirista e compositora — alguns dos melhores episódios, diga-se de passagem (I Remember You, meu eterno favorito). E não só isso como o desenho emprega muitas características fortes do estilo de Adventure Time, como a combinação perfeita entre apelo infantil e temas adultos. Assim como a habilidade de misturar sua trama e backgroung fantasioso com relações entre personagens palpáveis e complexas e de expor bem os sentimentos dos personagens e transitar de volta para seu cenário aventureiro.

Adventure Time atualmente está sendo guia para toda uma geração de desenhos novos brilharem. (achei essa imagem no google, adoraria saber quem foi o artista e dar os devidos créditos, pois ela é fantástica. Mas eu não sei.)
Adventure Time atualmente está sendo guia para toda uma geração de desenhos novos brilharem. (achei essa imagem no google, adoraria saber quem foi o artista e dar os devidos créditos, pois ela é fantástica. Mas eu não sei.)

A impressão que dá, é que Adventure Time explorou mares não explorados antes e deu certo, e agora, para Steven Universe já é mais fácil colocar o ovo de Colombo de pé, e isso dá à série a segurança de repetir os feitos de Adventure Time sem correr seus riscos.

O quatro protagonistas da maneira como apareceram no piloto de Steven Universe.
O quatro protagonistas da maneira como apareceram no piloto de Steven Universe.

No caso, eu quero falar de Steven Universe para debater um pouco em como um desenho infantil retrata as relações entre seus personagens de maneira que tenha uma camada boa pros adultos. E para falar disso eu quero falar da fusão das gems.

Antes vamos falar das gems.

Steven Universe conta a história de um time de heroínas chamadas Crystal Gems. Elas são de uma espécie alienígena chamada gems e todos os membros dessa espécie são basicamente personificações guerreiras de pedras preciosas. O time consiste em Garnet, a líder, forte e misteriosa; Pearl, graciosa e organizada e responsável;  Amethyst, de espírito livre e selvagem; e Steven, um garoto gordinho que é o filho da falecida Rose Quartz com o humano Greg Universe. Enquanto Garnet, Pearl e Amethyst são gems, fazem parte de uma cultura própria e têm uma missão na terra, assim como responsabilidades que envolvem magia e uma puta trama complexa, Steven é meio humano e nasceu na terra. Ele está envolvido em tudo que as gems estão, e ao mesmo tempo observa tudo meio que de fora, na perspectiva de filho do dono do lava-rápido, estando no exato meio termo entre ter uma vida humana normal e ter uma vida focada na aventura.

Da esquerda pra direita: Greg, Steven, Pearl, Garnet e Amethyst.
Da esquerda pra direita: Greg, Steven, Pearl, Garnet e Amethyst.

E esse é um balanço que a série faz magnificamente.

Steven é um garoto, pois é meio-humano. Todas as outras gems são mulheres, mais ou menos. Rebecca Sugar afirmou que elas são de uma espécie sem gênero, mas todas têm identidades e aparência femininas, sendo Steven a única exceção.

As Gems são todas guerreiras. Elas têm poderes próprios individuais e todas têm inatamente a habilidade de materializar uma arma. E, além disso, todas elas têm o poder de se fundir uma com a outra e criar uma nova gem.

Pearl é a mais delicada e graciosa do time e ainda sim é uma guerreira como todas as outras gems.
Pearl é a mais delicada e graciosa do time e ainda sim é uma guerreira como todas as outras gems. Sendo uma admiradora da arte da batalha e dominando mais de um tipo de arma.

Para se fundir elas precisam dançar juntas e sincronizar seus corpos, com isso elas assumem uma aparência combinada das duas, muito maior, e mais forte, com uma personalidade combinada das duas.

Mas quando eu digo dança, não digo que nem em Dragon Ball em que é uma dança muito especifica (e universalmente humilhante) a ser feita.

KrillinPiccolo

No caso é somente dançar mesmo, qualquer dança serve, e as danças dependendo da personalidade da Gem, mas geralmente elas rumam para isso…

AmethstDança

Ou isso…

Pearlnaparede

Ou isso…

GArnetAmethystDanca

A dança na verdade sequer é obrigatória, é possível se fundir sem a dança, e a sensação que passa é que ela está ali mais para gerar um clima entre as Gems para que elas consigam entrar em sincronia de corpo e mente. O interessante é que combinado com os muitos tons sexuais nas danças da fusão, existe o fato de que as Gems são todas assexuadas, e portanto não tem sexo biológico ou aparelho reprodutor (ainda temos que descobrir por qual processo Rose Quartz deu à luz Steven, mas sabemos que ela teve que deixar seu corpo físico no processo, pois não poderiam coexistir). Então não existe sexo no mundo das Gems, e a impressão que elas passam ao falar de fusão, é que a fusão é aquela atividade extremamente intima e pessoal que as Gems fazem com quem elas amam (ou que fazem quando meramente estão no clima).

Pearl tapa a visão de Steven, que queria ver Amethyst e Garnet se fundirem. Era inapropriado para ele assistir.
Pearl tapa a visão de Steven, que queria ver Amethyst e Garnet se fundirem. Era inapropriado para ele assistir.

Afinal, se fundir é algo muito íntimo por definição. Ser um com outra pessoa, isso é grande e sério. Por isso elas têm tabus sobre como é algo que deve ser feito só em situações muito específicas, e que não deve ser feito com o mero objetivo de se fortalecer, e sim por estar em uma sintonia forte com quem se está fundindo. Essa sintonia pode ser um grande elo, ou um objetivo comum forte no momento.

A série usa fusões em momentos bem específicos e por isso, esse post vai passar por cada fusão da série para ver o que essas fusões passam para o expectador sobre a intimidade e as relações entre seus personagens. Afinal quando duas Gems se fundem sempre é um acontecimento relevantíssimo no episódio e sempre fala muito para nós sobre quem são elas.

Opal:

Opal

Nós conhecemos o conceito de fusão através de Opal, a fusão entre Pearl e Amethyst. Pearl e Amethyst possuem o mais recorrente e mais forte conflito de personalidades da série.

O rancor que Pearl e Amethyst guardam uma da outra é antigo e envolve muito mais do que somente suas personalidades diferentes. Tem ligação com a origem de Amethyst.
O rancor que Pearl e Amethyst guardam uma da outra é antigo e envolve muito mais do que somente suas personalidades diferentes. Tem ligação com a origem de Amethyst.

Elas sempre tomam perspectivas diferentes nas missões das Crystal Gems e sempre brigam. O conflito delas pode ser resumido em Ordem vs Caos. Pearl gosta de ordem, responsabilidade e controle em todas as coisas a sua volta enquanto que Amethyst é selvagem e gosta de se divertir ao extremo, muitas vezes de maneira irresponsável. Porém embora sejam extremos opostos, as duas são membros das Crystal Gems, o que significa que as duas fizeram o mesmo pacto com Rose Quartz seis mil anos atrás.

No passado, Rose Quartz declarou guerra contra sua Terra Natal, e Pearl e Amethyst lutaram com ela lado a lado em uma guerra que matou muitas gems.
No passado, Rose Quartz declarou guerra contra sua Terra Natal, e Pearl e Amethyst lutaram com ela lado a lado em uma guerra que matou muitas gems.

A primeira vez que elas se transformam em Opal é quando Steven corria risco de vida. Steven é o filho de Rose, e as duas ajudam a cria-lo igualmente junto de Garnet (embora Pearl seja mais uma mãe e Amethyst, mais uma irmã mais velha), já que Rose se foi. O amor que Pearl sente por Steven é igual ao amor que Amethyst sente por Steven, ele é um membro da família e a grande herança deixada pela mentora das duas. Quando Steven está em perigo, o foco e a mente delas está focado no mesmo exato sentimento, seu amor por Steven e sua lealdade a Rose, e quando isso é forte.

Durante a sua primeira aparição a prioridade máxima de Opal foi proteger Steven.
Durante a sua primeira aparição a prioridade máxima de Opal foi proteger Steven.

Não é o mero fato delas colocarem as diferenças de lado por terem um interesse comum, é o fato de que o Steven representa muitos dos motivos pelo qual elas escolheram conviver e ser parte do mesmo time, mesmo não se suportando. Quando elas viram Opal é o momento em que a identidade delas como Crystal Gem e seu compromisso com o time é mais forte que qualquer birra e rancor que uma tenha da outra, e a prova definitiva de que elas pertencem ao mesmo time mesmo com todas as brigas.

Opal aparece novamente para tentar destruir a nave espacial de Peridot quando esta tentava invadir a terra, na luta que reiniciou uma guerra que começou seis mil anos atrás, das Crystal Gems contra as Gems da Terra Natal. Guerra essa que foi justamente o que uniu Pearl e Amethyst em primeiro lugar, novamente um momento em que a identidade delas como membras de um time é mais forte que tudo.

Opal luta na invasão de Peridot e Jasper.
Opal luta na invasão de Peridot e Jasper.

Opal é uma lembrança constante de como apesar de tudo o que tem de diferente e conflitante, Pearl e Amethyst têm muito em comum, e têm só tem a ganhar quando um sentimento maior do que a diferença entre elas surge.

Sugilite:

Sugilite

Sugilite é a fusão de Garnet e Amethyst e é a única fusão das Crystal Gems até agora a ser um tiro no pé. Afinal de contas, as personalidades de Garnet e Amethyst quando combinadas trazem a tona o pior de ambas. Sugilite é autoritária arrogante e forte como Garnet, e é egoísta, selvagem e pouco cuidadosa como Amethyst. Uma fusão que jamais deveria ser feita, pois é mais danosa do que útil.

Sugilite se diverte destruindo tudo e se exibindo enquanto faz isso.
Sugilite se diverte destruindo tudo e se exibindo enquanto faz isso.

Sugilite é orgulhosa e se sente muito bem de ser Sugilite, e uma vez juntas, a sensação de força e de poder é tão grande é tem a chance de não quererem se separarem e de ser necessário separá-las a força, mas quem é que vai segurar um monstro feito a Sugilite? A compatibilidade que Sugilite possui é perigosa e corre o real risco delas ficarem juntas para sempre de tanto que uma completa a outra. O problema é que elas fazem isso negativamente, pois elas são compatíveis por terem defeitos em comum.

-Vocês estão fundidas a tempo demais, estão se perdendo. -Eu sou eu! E estou cansada de ser separada, então melhor se acostumar comigo.
-Vocês estão fundidas a tempo demais, estão se perdendo.
-Eu sou eu! E estou cansada de ser separada, então melhor se acostumar comigo.

Durante a missão, Sugilite acidentalmente machucou Steven, e após a missão, Sugilite, ataca Pearl por raiva da fraqueza dela. Esses são sinais de que enquanto Opal é uma personificação do fato de que elas são um time, Sugilite não tem essa característica, pois serem Crystal Gems e guardiãs de Steven não é o que une espiritualmente Garnet e Amethyst. O que as une é o amor das duas por luta, por força e por ação. O que não significa que separadas elas não amem Steven ou se sintam no dever de seguir os ensinamentos de Rose Quartz, mas que quando Sugilite personifica a relação das duas isso não vêm a tona, pois tem fatores maiores unindo elas.

“Você acha que é grande coisa? Você não é nada!”

Quando elas decidiram se fundir, Garnet tratou o assunto como algo necessário somente, mas Amethyst se empolgou imensamente, um bom reflexo do quanto é bom ser Sugilite e como Sugilite se sente bem sendo a si mesma. Uma relação destrutiva e ruim, mas que consegue ser forte baseada em como ambas as partes se sentem bem nessa forma. Semelhante àquelas pessoas que ficam muito, mas muito desagradáveis quando encontram amigos de infância e o humor deles se torna de muito mais mal gosto do que é normalmente na turma que ele fez depois de adulto. Mais ou menos a mesma coisa.

Pearl: Eu me sinto ótima. Quem está afim de uma missão agora? Amethyst: Por quanto tempo ela vai ficar assim? Garnet: Nós merecemos. Aceite como uma gem.
Pearl: Eu me sinto ótima. Quem está afim de uma missão agora?
Amethyst: Por quanto tempo ela vai ficar assim?
Garnet: Nós merecemos. Aceite como uma gem.

Alexandrite:

Alexandrit

Alexandrite é uma fusão que vimos muito pouco. Ela é a fusão de todas as três Crystal Gems ao mesmo tempo. Garnet, Pearl e Amethyst. E elas se uniram para Steven poder fingir que é filho de uma família nuclear, unindo suas três figuras maternas em uma única mulher que passaria por sua mãe. Elas foram contra desde o princípio justamente pois a fusão era algo muito sagrado para ser usado para mentir durante um jantar besta.

-Steven, você sabe que só nos fundimos em situações mortais. -Fusão é uma magia seria, não um truque para jantares.
-Steven, você sabe que só nos fundimos em situações mortais.
-Fusão é uma magia seria, não um truque para jantares.

Eventualmente elas cedem e se fundem a contragosto e ao contrário de Opal e Sugilie onde a fusão foi baseada em uma sincronia real entre as Gems, no caso de Alexandrite não havia essa sincronia, e as três em suas consciências separadas lutavam para ter o controle do corpo. Com isso Alexandrite nos mostrou muito sobre como funciona uma fusão em que a mente e coração dos fundidos não tem o mesmo proposito, mas não nos deixou ver qual seria a personalidade da fusão.

Pearl e Amethyst lutam entre si quando estão na forma de Alexandrite.
Pearl e Amethyst lutam entre si quando estão na forma de Alexandrite.

Elas se desfundem na sua briga interna. Porém quando Steven age irresponsavelmente e foge de casa no episódio elas se fundem de novo para alcançá-lo, e agem em completa harmonia. Outra evidência de como o amor por Steven sempre une as Crystal Gems, assim como Opal já havia mostrado. Uma fusão que não mostrou muito, mas foi muito interessante.

Alexandrite manda Steven e Connie descerem do ônibus no mesmo tom de bronca que uma mãe daria.
Alexandrite manda Steven e Connie descerem do ônibus no mesmo tom de bronca que uma mãe daria.

Stevonnie:

Stevonnie

Stevonnie é a fusão entre Steven e Connie. Connie é a melhor amiga de Steven, e embora ela não tenha sido mostrada ainda como um interesse romântico de Steven, eles tem a típica dinâmica de casalzinho que desenhos animados sempre faz entre amigos muito íntimos de sexos opostos. Ficam tímidos um perto do outro, e tudo o mais. O que os torna um casal aos olhos o expectador, embora no contexto da série ainda não sejam.

Eles se fundiram acidentalmente enquanto Steven dançava com Connie, não com a intenção de se fundir, e sim com a intenção de fazer a garota se divertir. Após terminarem em uma pose que os rostos estavam próximos o suficiente para ambos ficarem muito tímidos, os corpos se fundiram e eles se tornaram Stevonnie.

SteveneConnie

Os dois nunca haviam experimentado a noção de ser fusão, de ser uma única entidade com outra pessoa. O conselho que Garnet dá a Stevonnie é o seguinte “você não é duas pessoas, e você não é uma pessoa, você é uma experiência, então desfrute dessa experiência e vá se divertir.” E Stevonnie foi se divertir, mas era visível que os dois estavam ainda travados aprendendo a estarem confortáveis sendo Stevonnie.

Stevonnie não era a única desconfortavel. Pearl faz um comentário como uma fusão entre gem e humana era inapropriada.
Stevonnie não era a única desconfortavel. Pearl faz um comentário como uma fusão entre gem e humana era inapropriada.

Assim como com Alexandrite, era visível que eles alternavam momentos em que eles eram uma única personalidade fundida e momentos em que eles eram Steven e Connie conversando dentro da própria cabeça e se alternando no controle do corpo.

“Queria que você estivesse aqui, se estivessemos juntos tudo ficaria bem. Mas nós estamos juntos, e ao mesmo tempo, não estamos.”

Stevonnie foi uma experiência positiva para Steven e Connie, eles se divertiram sendo Stevonnie e se aproximaram muito com o episódio.

Connie e Steven felizes após se desfundirem.
Connie e Steven felizes após se desfundirem.

Foi uma das fusões que mais evidenciam o grau de conexão emocional que a fusão causa nos fundidos. E nos dá bem a ideia do quão intimo o processo pode ser e desconectado da ideia de ser útil em uma missão. Só não é o exemplo maior disso, porque temos

Garnet:

Garnet

Mesmo sendo uma das protagonistas, ao longo da série descobrimos que Garnet é uma fusão. Ela passa o tempo inteiro fundida e nunca se desfunde, por isso não dava para notar (embora os roteiristas tenham deixado muitas dicas espalhadas por episódios.) As gems que formam Garnet são Ruby e Saphire e o motivo pelo qual eles passam o tempo inteiro como Garnet é porque elas estão apaixonadas uma pela outra.

RubySaphire

Lá em cima eu comentei que algumas gems não precisam dançar para se fundir, é o caso, Ruby e Saphire precisam meramente de um abraço e já se fundem. Como se meramente estar na presença uma da outra já as deixasse em uma intimidade onde elas se fundem automaticamente.

-Você vai conseguir vencê-la sozinha? -Está tudo bem Steven, eu nunca estou sozinha.
-Você vai conseguir vencê-la sozinha?
-Está tudo bem Steven, eu nunca estou sozinha.

Com isso Garnet é uma literal personificação do amor que Ruby e Saphire sentem entre si. E é isso que faz dela tão forte. Ela é uma sintonia perfeita, Ruby e Saphire sempre estão sincronizadas, elas nunca vão brigar internamente pelo controle do corpo, nunca vão vacilar, elas decidiram que passariam o resto de suas vidas sendo uma única gem e assim o fizeram.

“Eu sou muito mais do que aqueles dois. Tudo com o que eles se importam é com o que eu sou. Eu sou a furia deles, sou a paciência deles, eu sou um dialogo.”

Todo o subtexto romântico entre Steven e Connie estando em algo que um dia provavelmente será um relacionamento, existe em Garnet, porém Garnet é um casal que já está bem consolidado. Justamente o exemplo que me faz pensar que já que Gems são incapazes fisicamente de ter relações sexuais, talvez a fusão tenha um efeito semelhante para um casal, no quesito da intimidade e do simbolismo existente no ato de se tornar um único ser.

Malachite:

MalachiteLuta

A ultima fusão realizada na série é Malachite, a única da série a envolver Gems que não são do time Crystal Gems. E sim a antagonista Jasper e a Anti-Heroina Lapis Lazuli.

À esquerda, Jasper. À direita, Lapis Lazuli.
À esquerda, Jasper. À direita, Lapis Lazuli.

Então, porque na real as Gems são uma raça de aliens guerreiras com tendências moralmente ambíguas que já cometeram alguma atrocidade imperdoável à Terra, seis mil anos atrás, e foram expulsas do planeta por uma facção traidora. E as Crystal Gems, nossas protagonistas, são as únicas sobreviventes da facção traidora. O que significa que todas as outras Gems que encontrarmos na série serão se não vilãs algo bem próximo disso.

Jasper é uma vilã clara. Lapis Lazuli é algo próximo disso. Ela é boa, mas sua afiliação é com seu povo e não com as traidoras. Ela tem ódio e ressentimento das Crystal Gems, pois foi trancada em um espelho a vida inteira, espelho esse que as Crystal Gems usariam carregado com a magia dela para ajudar nas missões. Após ela ser libertada por Steven e ficar amiga dele, ela retornou para o mundo natal das gems, onde foi levada a força em uma nova missão de invasão à Terra, da qual ela não queria fazer parte, mas foi orbigada para poder informar as invasoras sobre tudo o que sabe.

Lapis a contragosto acompanhando as gems que invadiram o planeta.
Lapis a contragosto acompanhando as gems que invadiram o planeta.

Após as Crystal Gems serem capturadas elas são aprisionadas na nave das invasoras e Lapis é presa junto, mostrando que nunca foi vista como aliada pelas outras gems. Ela não tem espaço entre as gems de seu mundo natal, tampouco entre as Crystal Gems; ela sofreu rejeição de ambos os lados e não consegue confiar em nenhum. O único amigo que ela já teve foi Steven.

Já Jasper é uma guerreira violenta que ama lutas, e se sentiu particularmente humilhada quando Garnet a derrotou, atribuindo a vitória ao fato de que Garnet é uma fusão e que se ela se fundisse com outra gem ela poderia vencer Garnet. Afinal, Jasper não vê na fusão nada além de um modo de se fortalecer.

“Fusão não passa de uma técnica barata para fazer gemas fracas ficarem fortes. Parem de se envergonhar que eu vi do que você é feita.”

Desesperada por uma parceira, Jasper obriga Lapis a se fundir a ela, jogando na cara da prisioneira o quanto ela odeia as Crystal Gems, e o quanto ela foi feita de prisioneira por milênios.

Lapis forçadamente aceita a fusão, e elas se tornam Malachite.

Lapis Lazuli e Jasper dançam.
Lapis Lazuli e Jasper dançam.

Lapis Lazuli e Jasper possuíam desprezo mútuo, diferente de Pearl e Amethyst que não se gostavam mas tinham um objetivo comum e um motivo para estarem no mesmo time. Lapis e Jasper não estavam no mesmo time, Lapis se sentia tão aprisionada por Jasper quanto pelas Crystal Gems. De todas as fusões da série é a com menor sintonia entre seus participantes.

E no que isso resulta? Era uma armadilha.

MalachitePresa

Uma vez fundidas, Malachite usa os seus poderes para aprisionar a si mesma. Literalmente Malachite algema a si mesma no fundo do mar, Lapis decidiu ser prisioneira pelo resto da vida, mas manter Jasper inutilizada com ela. As duas brigam muito, mas a fusão não se desfaz apesar do conflito evidente.

“Cansei de ser prisioneira de todo mundo. Agora você é minha prisioneira, e eu nunca vou te deixar escapar.”

Malachite é uma relação abusiva que começou com um dos lados forçando a relação a existir, e terminou com o outro lado virando o jogo e forçando a relação a se manter. E o fato de Malachite ter inutilizado a si mesma em vez de lutar mostra como a falta de compatibilidade entre elas tornou o fato dessa fusão ser provavelmente a mais forte da série inteira, irrelevante.

Todas as fusões são um reflexo não só de como as gems envolvidas são, mas de como elas se relacionam entre si, de como elas se portam no contexto em que a fusão ocorreu, e de como suas personalidades, objetivos e história de vida trabalham uma à outra. Elas não personificam uma mistura entre as personagens, e sim personificam o que esses personagens extraem um do outro.

StevonnieCorrendo

E com isso se tornam uma maneira incrível da série trabalhar a dinâmica de seus personagens, além de ser uma boa metáfora para trabalhar romance em uma série que tem motivos para não querer trabalhar romance diretamente (como por exemplo, querer evitar bater de frente com pais que fariam polêmica se pegassem o filho assistindo uma série que ofende a moral e os bons costumes).

O que é só um dos aspectos de como Steven Universe é um desenho de excelente foco em personagens. E com um bom plano de fundo tanto cotidiano quanto aventureiro para ajudar a trazer o melhor nesses personagens. Não muito diferente do que Adventure Time faz, mas em uma ambientação bem diferente.

Edição: Esse post foi escrito dando foco somente na primeira temporada da série. Conforme a série foi avançando, novas fusões surgiram e novas perspectivas das fusões foram apresentadas. Para ler a continuação desse post com as fusões da segunda temporada, clique aqui.

28 thoughts on “Steven Universe: O que as fusões nos dizem sobre os personagens da série.

  1. Amei o texto, muito legal, porém gostaria de acrescentar algumas coisas e corrigir as pequenas falhas.
    Como mencionado no episódio ”on the run” Amethist foi criada na Terra, e como ela mesmo diz em outro episódio, ”rose’s sccabard” se não me engano, que ela não estava presente na guerra das gems, e que foi encontrada por Rose, Garnet e Pearl anos depois quando elas decidiram ficar na Terra.
    Outra coisa, é que já foi confirmado por um dos produtores do desenho, que já que as Gems não tem gênero nem órgão reprodutor, Rose teve Steven com Greg fazendo um por meio de shapeshifting, e que ela passou tudo que ele precisava por meio de sua gem, e já que ela ficou sem sua gema para poder dar nutrientes, poder e vida á ele, ela morreu.
    E para terminar, acho que seria muito interessante tbm vc fazer um artigo e comentar sobre como vários tipos de amor,o conceito de família e como os personagens se lidam com a morte de Rose é retratado na série, que na minha opinião, são os pontos mais interessantes em SU. Se vc quer alguma inspiração ou algo do tipo tem 2 vídeos do youtube muito bons falando sobre isso (eles são em inglês):


    e

    Liked by 1 person

    1. Olá Isabella.

      Não tinha visto a confirmação de que a Rose teve o Steven por Shapeshifting, interessante a informação.

      E sim Steven é excelente em mostrar tipos diferentes de amor. Eu não quis focar o post nisso para não ficar muito parecido com o post de Adventure Time, até porque como eu disse no post, para mim Steven Universe já herda o que Adventure Time tem de melhor. Sou particularmente fã de como a Garnet faz um discurso que quebra completamente a noção de amor a primeira vista em um episódio, explicando o que realmente é o amor.

      Eu já tinha visto o video do Idea Channel, é excelente mesmo, assim como todo o canal, que bom que você também acompanha. O segundo eu não tinha visto ainda e dei uma olhada é bem interessante, se algum leitos está lendo esse comentário, eu reforço a recomendação dos videos.

      Gostar

    2. E tenho que rever isso da Amethyst pra ter certeza. Eu tive a impressão de que a guerra foi depois que elas decidiram ficar na Terra (iniciada por conta dessa decisão), e que a Amethyst era uma das únicas que Rose conseguiu defender com seu escudo. Mas não lembro com precisão, irei conferir isso.

      Gostar

      1. na verdade, o que aconteceu foi mais ou menos assim: 1ºgerra, algumas gems vieram a terra, viram as maravilhas do nosso planeta e se voltaram contra sua própria espécie para conseguir salvar nosso planeta, era um enorme exército, liderado por rose quartz, após a guerra, várias dessas gems se quebraram e perderam completamente sua forma física, ou acabaram deformadas(ver episódio monster buddies), após a guerra, as gems do mundo natal recuaram, deixando rose quartz junto com pérola e garnet na terra(minha teoria é de que o relacionamento de ruby e sapphire começou pouco antes ou durante a guerra, e que elas usaram a garnet pela primeira vez para se protegerem)
        2ºkindergarten, após a guerra, as gems começaram a explorar o planeta, durante essas explorações encontraram o kindergarten, um lugar desolado, cheio de pedras quebradas e espalhadas, junto com alguns vírus, e em meio a toda essa destruição, rose encontrou uma pedra intacta, uma que poderia ser reparada, após usar seu poder de cura nasceu ametista(estou usando a nomenclatura brasileira pois acho mais coerente)
        3ºstory for steven
        4º20 ou 30 anos após story for steven, rose morre, deixando as gems e greg para cuidarem de seu bebê, as gems percebem que chegou a hora de deixar sua infantilidade de lado e passarem a ser mais adultas e mudam de forma para sua forma atual(minha outra teoria é de que quando as gems sofrem um grande choque emocional, elas também tem que voltar para suas pedras, para se recuperarem)
        5ºgem glow, primeiro episódio da série, steven descobre que seu poder é um escudo

        Gostar

  2. Foi esplicado no twitter por um cara da produção, como a Rose deu a luz ao Steven: ela usou o seu poder de metamorfose para criar um útero e assim deu a luz a ele, que é a personificação de seu amor por Greg o pai de Steven.

    Gostar

  3. Cara… texto sensacional. Eu ainda estou “deglutindo” os texto sobre DBZ e Vedita, então meio que n vou falar muito deles. Eu vi um pouco de Steven e confesso que não sabia “da missa a metade” com relação a história, mas sim, era meio que óbvio que a fusão era um jeito das gems “transarem” — creio que amor mesmo, no sentido do “eros e de amor” só o da Garnet. Interessante que sim, vi uns ep q ela dizia “n estou sozinha” sendo, portanto, um dos personagens mais densos no contexto da animação.

    No afã do agora, n vou lhe entregar critica alguma (diferente do q eu poderia dizer sobre os textos de DBZ que sinceramente, o anime apesar de ser “epico” é bem pouco profundo no sentido amplo, mas ainda n tenho uma critica consistente pra te dizer sobre os textos).

    Estou ainda na vdd, tentando entender o contexto de Steven o qual, eu imaginei que a autora (sempre pensei que fosse autora) n teria coragem de abordar uma guerra universal entre as gems, (se bem que ainda n é uma guerra não é vdd?) por saber que a animação n entrega arcos completos, mas ep “conta-gotas”. O que pra mim é uma pena… queria realmente ver um Arco em Steven.

    Acho que vou deixar 3 comentarios (2 sobre a animação e 1 sobre seu texto):

    1 – Eu sempre senti falta em Steven de um fator “guerreiro” na animação. De “ação de verdade”. Uma coisa que provavelmente é entregue em Adventure Time e seus episódios completamente psicodélicos. Mas sempre que vejo Steven sinto falta de algo determinante… Quando vi a relação entre a Lapiz e essa “nova gem” esperava ver algo de mal (como alguém obrigar outro a fazer algo que não quer, como numa relação amorosa de dominação-submissão que o submisso “não gosta de seu estado”) mas a autora conseguiu contornar isso dando um caráter ético e bonzinho (mesmo que agora mesmo eu esteja morrendo de pena da Lapiz e seu final Trágico – sentido forte do termo). Acho que a autora ainda não consegue ver Steven como uma animação de Ação, mas de… (talvez porque não seja mesmo);

    2 – Sentimento, relacionamento e ligação entre as pessoas. E começa a abordar temas como relações homoafetivas, quebra do conceito de família nuclear, etc, etc. Acho que a coisa que mais gosto em Steven é ver o universo feminino tão bem evidenciado e demonstrando que na vdd as Mulheres podem trazer ação a uma animação, sendo boazinhas, malvadonas, ambíguas, etc. Coisa que o ocidente demorou muito pra fazer, e que o oriente já vinha fazendo com as suas Maho Shoujos, Fate series e tudo mais. Agora de fato, o tema central de Steven são as relação que existem entre as pessoas, sendo elas quais quer que sejam (pai, filho, mãe, amor, eros, desejo, etc). Toque especial para a Rose que é a mais linda das Gems e que é sempre tocante ver quando uma mãe doa a sua vida para permitir que seu filho nasça.

    3 – Cara vou dar uns toques. Dá uma olhada no layout e na diagramação das imagens que dificulta a leitura do jeito que está. Sobre seu texto, eu SEMPRE vi com um olhar de “olha láa” sobre as fusões das gems e vc foi bem preciso na sua crítica. E sinceramente? Eu n tenho nada a mais add a seu texto não. Acho que o toque que eu queria dar, já deixei na parte 2 e vou dizer meu amigo (ou amiga) continua o puta bom trabalho que tá nota 10.

    Aquele abraço!

    Liked by 1 person

  4. a e alem da Rainbow Quartz tam bem ouve uma nova fusão a Sardonyx a fusão de perola e garnet, um membro que foi revelado 13 de julho de 2015 tirando o pulga da orelha de quem gostaria de saber como seria esta fusão , espero que você possa futuramente fazer uma breve descrição do que achou dos episódios novos e destas fusões maguinificas

    Liked by 1 person

      1. Eu realmente estou devendo uma continuação desse post. Desde que ele foi feito, a série abordou muita coisa sobre fusão na segunda temporada. Quando ele foi postado, só tinha saído a primeira temporada (e pouquissimos episódios da segunda), e eu ainda não tinha visto as novas fusões.

        Em especial a Sardonyx. Tem muito pano pra manga o episódio em que ela aparece. Um dos meus favoritos na série.

        Gostar

  5. Adorei o textão rsrs O que me supreendeu nessa série foi a facilidade em discutir questões de gênero, expressões de gênero, sexo, identidades românticas, sexualidade, vivência, e a complexidade do assunto…O Steven é totalmente diferente, e isso se dá pela socialização e vivência que ele teve, um ”menino trans não-binário” de EXPRESSÕEs femininas, masculinas, e até expressões queer, porque ele cresceu com três seres alienígenas que não têm conceito de normas de gênero, maravilhoso, me idnetifico tanto, e isos não tem a ver com representação da Mulher, mas da feminilidade e mulheridade que tanto é objetificada, abjetificada e tratada como vulgar na socie-normatividade. Obrigado pelo texto.

    Liked by 1 person

  6. *Adorei o textão rsrs o que me surpreendeu nessa série foi a facilidade em discutir questões de gênero, expressões de gênero, sexo, identidades românticas, sexualidade, vivência, e a complexidade do assunto…O Steven é totalmente diferente, e isso se dá pela socialização e vivência que ele teve, um ”menino trans não-binário” de EXPRESSÕEs femininas, masculinas, e até expressões queer, porque ele cresceu com três seres alienígenas que não têm conceito de normas de gênero, maravilhoso, me identifico tanto, e isso não tem a ver com representação da Mulher, mas da feminilidade e mulheridade que tanto é objetificada, abjetificada e tratada como vulgar na socie-normatividade. Obrigado pelo texto.*

    Liked by 1 person

  7. Mano vc errou uma coisa a ametista nao lutou na primeira guerra gem ela foi feita depois a guerra ela mesmo falano episódio “A espada de rose” quando a perola fala para steven da guerra aametista fala”cara eu queria ter visto isso “

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s