Quem é o imediato do Bando do Chapéu de Palha?

Q

Vamos lá, dezembro começou e vamos começar o fechamento desse ano respondendo a maior polêmica existente no bando de One Piece. Dos oito tripulantes que Monkey D. Luffy convenceu a juntar-se ao seu bando, qual é o que exerce a função de imediato do bando? Excluindo o Jinbei meramente porque no atual momento, ele ainda não interagiu com o bando completo e não nos mostrou qual será sua dinâmica dentro do bando pirata.

A pergunta “quem é o imediato?” ronda o fandom de One Piece faz muito tempo, e é sempre trazida de volta a tona e se eu quiser fazer um post rápido a resposta é: “ninguém, porra. Para de viajar, o bando não tem imediato.” Mas existe outra resposta mais longe e elaborada que parece muito diferente com a resposta curta, mas, no fundo, é muito parecida, que é: o “bando tem mais de um imediato.” E naturalmente o texto de hoje vai ser dedicado à segunda resposta, por que é a resposta mais interessante.

Para começar a responder a pergunta sobre quem é o imediato. Primeiro precisamos entender: por que queremos achar um imediato no bando? Afinal ninguém chega nos fóruns de One Piece e solta um “e aí, galera? Quem vocês acham que passa o esfregão no Thousand Sunny para o cais ficar limpo?” e bem, é porque a figura do cara do esfregão, apesar de onipresente em todo navio pirata (e que conste, eu acho que é o Sanji que cuida do esfregão no Sunny, por ordens da Nami, com o Usopp e o Franky as vezes assumindo o cargo.) não é romantizado como a figura do imediato, mencionada em toda história de pirata que se preze, inclusive em One Piece. Varios bandos piratas em One Piece contam com um imediato, em figuras carismáticas como Silvers Rayleigh ou Ben Beckman, ou mesmo figuras toscas como Mooji ou Sarkis. E se todo bando tem um, como o Luffy não tem?

Até o Hook tem um imediato. E esse é um dos piratas mais toscos que eu já vi, navegando em uma região onde só tem índio, criança e nada pra saquear.

Pois bem, nisso vamos a pergunta: o que faz um imediato? Pois bem, essa é uma pergunta boa. Se formos pensar na vida real, o papel do imediato, é o de ser a segunda autoridade do navio abaixo do capitão, e de assumir o comando caso o capitão não possa desempenhar seu papel. Caso o Imediato não possa capitanear quem assume é o segundo imediato e depois o terceiro, e no geral os navios possuíam uma escadinha bem definida de linha de sucessão, decidida inteiramente no voto dos tripulantes, e que podia a qualquer momento ser redecidida no voto. Não passava muito disso, de ser um substituto do capitão com alguma autoridade e a figura que de fato exercia a autoridade de segundo-em-comando em um navio e muitas das funções que nós atribuímos aos imediatos de um navio eram os contramestres, figura que por nome é completamente ausente do universo pirata de One Piece e muitos outros universos piratas na ficção.

Pensem no imediato da vida real como um vice-presidente. Muitas vezes é decorativo. Muitas vezes traí o capitão. Raramente faz alguma coisa relevante pra tripulação antes de trair o capitão.

Contramestres são figuras de autoridade abaixo do capitão, porém separadas do capitão. O Capitão comanda o navio, determina em que direção ele navega, e quem o navio ataca, além de liderar os ataques. O contramestre, respeitando os desejos do capitão, organiza todo o resto, fiscaliza que cada membro da tripulação está fazendo o que devia fazer, pune quem não está fazendo o próprio trabalho, cuida do estoque de comida e bebida, e deixa o navio funcional pro capitão só precisar traçar rumo e ordenar ataque. Quando um navio é saqueado, todo ouro, prata e bronze é saqueado por default. Se além disso, coisas como tecido ou açúcar, por exemplo, ou outros tipos de itens comercializáveis forem encontrados no navio saqueado, é decisão do contramestre, que é quem sabe se o navio tem espaço e pode se dar ao trabalho de acumular esses materiais. O contramestre também é quem protege todo o tesouro até ser a hora de dividir entre a tripulação, e é quem divide o tesouro na frente de todos para assegurar que tudo foi feito com justiça.

Jack Rackham é um famoso caso de um contramestre pirata da vida real que realmente entrou no imaginário popular. Além de ser um bom caso de um contramestre que se tornou capitão do navio, apesar de não ser o imediato.

Embora cada navio tivesse as próprias regras, era comum, que na hora da divisão do saque, o navio provavelmente fosse seguir a seguinte ordem: O capitão e o contramestre recebem duas partes do saque. Os vários imediatos e outros oficiais de autoridade recebem uma parte e meia do saque. E todo o resto recebe uma parte do saque.

Em resumo. imediato é o caralho, quem importa é o contramestre, mas o Jack Sparrow não chama o Gibbs de seu contramestre, chama de seu Imediato, pois foi o Imediato que a ficção piratesca romantizou. Assim como ainda em Pirates of the Caribbean, Angelica é chamada de imediata, apesar de visivelmente na nossa frente desemprenhar a função do contramestre. 

Coordena o bando todo para o capitão nem precisar sair da cabine? Confere. Tem o navio inteiro organizado? Confere. Pessoalmente punia quem não cumpria as ordens? Confere. Deve ser a imediata.

Geralmente o Imediato de qualquer obra sobre piratas vai fundir o Imediato e o contramestre na mesma figura. Fazendo o cargo do imediato desempenhar a função de ambas as partes. Pega qualquer outra série de ficção todo mundo aumenta a bola do imediato, que devia ter a importância de um vice-presidente (que pode passar completamente desapercebido em um governo), e sequer mencionam o contramestre. Sendo a única exceção a maravilhosa série Black Sails, da qual eu ainda quero falar um pouco aqui, e notória por seu realismo na hora de retratar tripulações piratas.

Retirado da página “quartermasters” da wikipedia

Chega One Piece, que, e vamos ter que ser sinceros aqui, pega a mitologia pirata o mais de leve que é permitido para ainda serem chamados de piratas. Monkey D. Luffy não saqueia, ajuda a preservar a monarquia de metade das ilhas onde ele aporta, não tem interesse nenhum em acúmulo de riquezas, e no geral só se denomina pirata porque quer navegar em rumo de aventuras.

E por isso toda a relação entre a hierarquia interna dos piratas reais não é reforçada dentro de One Piece. Vou citar um exemplo, a briga entre Luffy e Usopp a respeito do destino do Merry foi conduzida do jeito errado que um navio pirata deveria conduzir. O mangá passa a mensagem de que a decisão era do Luffy e sua decisão era absoluta e não era o lugar do Usopp questionar, afinal Luffy é um capitão e tripulantes devem respeitar seu capitão.

Mas em um navio pirata, não só é sempre o papel do tripulante questionar e puxar esse assunto para uma discussão por cima da autoridade do capitão, como uma decisão da importância de “vamos abandonar esse navio.” deveria obrigatoriamente passar pelo voto de todos os tripulantes, e se o Luffy jogasse mal as próprias cartas, o ato de tentar abandonar o barco sem o consenso da tripulação poderia tirar dele o posto de capitão, por fazer uma decisão que não foi do interesse do bando. Navios piratas eram democracias diretas com um pé na anarquia, e a ideia de que você engole o sapo e cala a boca porque o capitão tá mandando era muito mal vista no meio, mas obviamente não é assim em One Piece, onde 70% dos bandos piratas gostam de fazer o capitão matar o capanga só pra mostrar como é do mal.

Então com base nisso, com imediatos e contramestres sendo fundidos na mesma pessoa e com a postura pirata anarquista com o governo sendo contrastada com um absolutismo dentro do navio. Como que eu identifico um imediato aqui?

Bom, primeiro vamos ver como os outros imediatos se portam em One Piece.

Pela lógica básica de hierarquia de poder do blattle shonen, todo imediato canônico apresentado até agora tinha em comum que era o segundo membro mais forte do bando, sendo o primeiro o capitão. O primeiro imediato que apareceu no manga foi Ben Beckman, e seu papel no bando além de segundo mais forte, soou como o papel de um tripulante sábio que auxilia Shanks em tomada de decisões. Ele também respondia em nome da tripulação inteira, explicando em nome do Shanks porque o capitão não permitia que Luffy navegasse com eles, e falando com os bandidos da montanha em nome do bando também.

O segundo imediato a aparecer foi Mooji, que é um caso estranho, exceto por ser o segundo mais forte do bando, ele parece um capacho dentro do navio. Quando Buggy se afastou temporariamente do bando, ele não teve permissão de assumir como capitão, tendo que lutar pelo cargo e perdendo. Quando Buggy foi preso, ele em vez de assumir o comando se subordinou a Alvida, uma capitã aliada, e no geral ele não parece ter mais autoridade interna no bando do que o Cabaji.

O dia que mostrou que ninguém ali conta com o Mooji para se tornar o capitão na ausência do Buggy.

E aí vemos Silvers Rayleigh, imediato do Roger, que parecia agir como um contramestre. Botando ordem na porra toda. E deixando o navio em ordem de maneira que o capitão nem precisou aparecer e pôde muito tempo depois ser revelado como Gold Roger em pessoa.

Jango era com quem Kuro conversava para tomar suas decisões, e quando Kuro saiu do bando, Jango se tornou o capitão. Aladdin também se tornou o capitão dos Piratas de Sol.

E não teve muito mais que isso. O status de braço-direito de Marco não recebeu o nome de “imediato” e sim o nome de “capitão da primeira frota”. Ele era o segundo mais forte do bando, e passava a ideia de um conselheiro mais do que o de uma autoridade no convés. O braço-direito do Capone já pulou as formalidades e é oficialmente o conselheiro do bando, em vez de ser o imediato.

Embora Marco não tenha virado o novo capitão dos Piratas de Barba Branca, que deixaram de existir,. Marco liderou a última ação conjunta do bando que foi seu ataque contra Teach, de certa forma, por tempo limitado capitaneando os piratas de Barba Branca.

No geral vamos considerar que um imediato tem quatro responsabilidades em One Piece: A de ser o segundo mais forte do bando, podendo representar o bando em termos de força perante os inimigos. A de impor ordem dentro do navio para o capitão não ter que. A de aconselhar o capitão e dar segundas opiniões quando necessário. E a de em uma situação de ausência do capitão, capitanear ele mesmo o bando. E uma figura que desempenhe essas funções, seria então um imediato.

Vejamos como isso se aplica ao bando do chapéu de palha:

Roronoa Zoro:

Roronoa Zoro é o primeiro companheiro que Luffy recrutou, ou seja, aquele com mais tempo de casa, um Chapéu de Palha raiz que tá no bando desde que eles navegavam em bote. Ele é o segundo mais forte do bando, e um dos mais respeitados na tomada de decisões, oferecendo sempre uma visão fria, pragmática e as vezes sem emoção, que contrapõem o Luffy que é movido a instinto e emoção sem nenhum pensamento. Em vários motivos ele é o imediato óbvio do bando. Tanto que mais de uma vez, os personagens in-universe o leram como o imediato.

Em contraste, embora ele seja muito participativo em decisões do bando que são… como dizer? Vamos chamar de decisões políticas do bando. Como por exemplo: se vale ou não a pena ir atrás da Nami depois dela trair o bando? Como lidar com a saída de Usopp? E como organizar a ida até Wano com a necessidade de um resgate ao Sanji, nessas horas o Zoro sempre opina.

Porém quando o navio está navegando, Zoro é uma das figuras mais ausentes e solitárias. Geralmente dormindo ou treinando. Muitas vezes sendo o que menos trabalha a bordo.

O cargo oficial do Zoro é o de combatente. O que significa que seu papel formal do bando existe somente na hora do conflito com inimigos, e não na navegação ordinária, o que se assemelha um pouco com o papel clássico do capitão realista. E faz ele ser considerado o principal adversário pela maioria dos inimigos de Luffy. Mas faz o Zoro não ser uma autoridade em manter o Thousand Sunny funcional e o bando unido.

Inclusive, ele se preocupa bem pouco em manter o bando unido. Tendo opinado contra buscar a Nami de volta, contra convidar o Usopp de volta, contra o resgate ao Sanji e mandando Chopper aceitar que entrou no bando de Foxy. Por questões de orgulho, ele acha que o papel do bando não é manter todo mundo junto, mas sim, aceitar decisões com dignidade, respeitar a autoridade do Luffy e aceitar o fluxo dos acontecimentos, e que quem não mantém o ritmo da caminhada junto com o bando não é nem pra estar no bando. Não vou falar que está errado, é uma perspectiva válida e as vezes necessária para manter o pé da tripulação do chão. Mas não é bem um serviço que ajuda os nove piratas do Chapéu de Palha a se manterem unidos.

Na única vez em que um companheiro da tripulação deixou o bando, o papel de Zoro foi reprimir a saudades que os que ficaram sentiam e mandar todo mundo ter bola pra frente.

Quanto a perspectiva de substituir Luffy caso algo aconteça com ele. Zoro já declarou que na ausência de Luffy, ele sequer continuaria a ser um pirata, e que só será um se for pra ser capitaneado por Luffy. Então a função de se preparar para substituí-lo é uma que ele não está preparado para desempenhar.

Podemos dizer que o papel do Zoro como imediato é o de conselheiro do capitão. Ele tem uma lealdade absoluta à figura do Luffy mais do que ao conceito da tripulação, o que não é o mesmo que dizer que ele não tem amizade com eles, mas a visão que ele tem do que são os Piratas do Chapéu de Palha, gita em torno do Luffy e não do coletivo de seus membros. Ele vê sempre a grande figura, e ajuda o capitão e a tripulação a tomarem decisões em momentos de crise, mesmo quando não seguem seu conselho. E seu status de segundo mais forte e de guerreiro, ajudam a manter sua autoridade, muito embora a entrada recente de Jinei no bando coloquem seu status como segundo mais forte em cheque. Mas a força de Zoro ajuda a manter a moral do bando, de maneira que ele é visto pelos outros capitães como o Braço-Direito do Luffy, e ele é mesmo. Mas isso é a única coisa que forma um imediato?

Parceiros até o fim.

Nami:

A segunda ou quarta companheira que Luffy recrutou dependendo do quanto você é fã de tecnicalidades na hora de contar essas coisas (O Oda conta ela como a segunda). Nami é uma mulher autoritária e mandona, que é a responsável por navegar o Thousand Sunny para que ele aporte com segurança na ilha que o Luffy decidiu que eles iriam.

Na prática, com o clima da Grand Line, uma pessoa sozinha não mantém o navio na rota sem se desviar, o que significa que para a navegação funcionar todo mundo tem que colaborar, e colaborar nessas horas significa obedecer a Nami.

Ou seja, metade do tempo que essa galera passa no navio, eles passam cumprindo ordens não do Luffy, mas da Nami, que garante que todo mundo ali está fazendo o que tem que ser feito. O que é o trabalho que se espera do previamente mencionado, contramestre.

Nami botando quem só tava de carona para trabalhar.

A importância da Nami para exercer autoridade é tão clara, que quando ela ficou doente entre Little Gardem e Drum, o navio ficou em crise real, pois sem ela no convés dando ordem, aquela porra não funciona. O que a motivou a não descansar e em vez disso, se forçar a ir pro convés, pois sem sua vistoria nada ali funciona. E não é só subir vela e baixar vela não, ela manda tirar a neve do convés, manda proteger a plantação do navio, manda consertar o que se quebrou, qualquer detalhe ali sobre trabalho a bordo passa pela Nami.

Em resumo, depois que o navio zarpou, o Luffy só decide o destino, mas todo mundo ali dentro, inclusive o Luffy, obedece diretamente as ordens da Nami. A autoridade em auto-mar é dela. Como um contramestre.

Outras funções do contramestre são cumpridas também em um viés cômico. Afinal, é o contramestre quem aplica os castigos físicos em quem não cumpre suas funções, e gente, a Nami já sentou porrada até o capitão por agir feito tosco.

E aqui ela espanca Zoro por dormir em vez de trabalhar.

Além é claro de que apesar do Luffy nunca saquear nada, uma das poucas vezes que eles adquiriram uma grande quantidade de ouro, foi a Nami quem fez a divisão (injustamente, para efeitos cômicos), e depois ela quem vistoriou a troca para garantir que a tripulação recebesse o dinheiro justo pelo tesouro.

Em resumo, se o cargo de contramestre existisse no mundo de One Piece definitivamente seria da Nami. Mas como esse cargo no mundo de One Piece é inseparável do cargo de imediato, por não existir independentemente fica complicado compará-la com o Zoro, quando exercem funções tão diferentes, mas que dialogam tanto com o cargo de imediato.

Para piorar, a Nami é a navegadora, e o Oda de uns tempos pra cá, tem ganhado o hábito de fazer do navegador o braço-direito de Capitães que não tem um imediato formal. Bepo é o navegador do Law, e visivelmente seu braço-direito, mesmo que a Marinha não o reconheça como tal. E o já mencionado Marco foi revelado recentemente pelos Vivre-Cards como o expert em navegação do bando de Barba Branca (embora não tenha sido chamado de navegador). Lafitte é o navegador de Teach, e se destaca por parecer o mais importante tripulante dos quatro capangas iniciais de Teach. (se bem que agora o Shiryu está começando a tomar seu espaço… temos essa constante dualidade entre navegadores e espadachim dividindo protagonismo).

Mas que conste nos autos oficiais que na ausência do Zoro, ela é o braço-direito do Luffy, representado de maneira muito clara em Whole Cake Island, onde ela se senta no lado direito do Luffy quando ele negocia com Capone, que tem seu imediato sentado do seu lado direito. Mas claro, não dá para dizer que essa seria a posição da Nami na negociação se o Zoro estivesse presente.

Exatamente o que significa ser o braço-direito.

E temos também a polêmica do One Piece Yellow que por algum motivo escreveu “Mate” na descrição do cargo de Nami no bando, em vez de “Navigator.”, mas me recuso a usar isso como argumento, eu estou aqui olhando a fundo a dinâmica das interações do bando.

Enfim, porém Nami e Zoro não são os únicos que estão no páreo para o debate de quem é o imediato do bando.

Usopp:

Grande Usopp. O covarde e sonhador atirador do bando, amigão da galera, porém de pouca autoridade no Bando do Chapéu de Palha. Você deve estar se perguntando quais são suas qualificações para ser considerado o imediato do bando?

Simples, se o Luffy fizer merda e não for capaz de exercer o posto de capitão quem assume é o Usopp. Simples assim, em um acordo verbal feito com duas testemunhas, Zoro e Nami. Luffy apontou em Usopp seu sucessor, e isso faz muito sentido se você considerar que Zoro e Nami não desejavam a vida de pirata e provavelmente não vão querer continuar uma vida de pirata sem o Luffy, enquanto a conexão do Usopp com a pirataria é maior do que sua conexão com o Luffy, e na eventual hipótese da morte de Luffy, o Usopp estaria no time de que tentaria seguir o rumo pra Laftel com o que restasse do bando, enquanto que eu duvido que Zoro e Nami ainda fossem querer continuar sendo piratas sem o Luffy.

Não fica mais explícito que isso.

Usopp é o membro no bando com mais ambição de ser capitão, e está preparado para assumir a responsabilidade. Ao ponto que ele é o único membro do Bando que já se auto-declarou imediato em uma cena, claro que era somente no pensamento de Usopp, mas isso só reforça o quanto ele acredita desempenhar o papel de vice-capitão e ter que lidar com a responsabilidade.

O que fecharia isso como: Zoro é o Braço-Direito e o Conselheiro, Nami é a contramestre e a segunda autoridade, e o Usopp é o Vice-Capitão. Unindo esses três aspectos em um cargo só teríamos um imediato. Mas temos mais membros da tripulação de quem temos que falar:

Sanji:

Não pode ficar sem ser mencionado, que na única vez em sua carreira como pirata, que Luffy se viu incapaz de exercer suas funções de capitão, pelo bando ter se dividido em dois, a segunda metade do bando se viu temporariamente capitaneada por Sanji, naquilo que o próprio Oda chamou de “Piratas da Sombrancelha Enrolada”, claro que essa metade em que o Sanji se destacou como o capitão, não incluia nem Usopp nem Zoro, deixando a dúvida se Sanji seria o capitão temporário caso tivesse a presença de um desses dois. Porém não muda o fato, Chopper, Nami e Brooke temporariamente reconheceram em Sanji a autoridade máxima no bando quando eles fugiram de Dressrosa, mostrando que apesar de qualquer teoria acima, Sanji é o único que desempenhou a função principal do imediato: capitanear, quando o capitão está indisponível.

Isso é impressionante se considerarmos que o Brooke estava na metade da tripulação que ficou com Sanji. E Brooke tem experiência prática como capitão de um bando pirata. E na vida real pelo menos, pirataria funcionava mais ou menos que nem trabalho de loja, não importa se você entrou no bando hoje, se seu currículo veio bom o suficiente, você já começa como gerente. Então mesmo o Brooke sendo o com menos tempo de casa, era esperado que ele já ter sido capitão pudesse dar a ele a autoridade, mas não, foi ao Sanji. Acho que no fim o Oda foi seguiu o clichê de colocar o personagem mais forte do bando como capitão, e sem Luffy nem Zoro, esse é o Sanji.

Então repetindo aqui:

Zoro: Braço-Direito do Luffy e conselheiro.

Nami: Contramestre do bando e autoridade máxima em alto-bar.

Usopp: O Vice-Capitão na teoria.

Sanji: Aquele que exerceu o papel de imediato na prática no único contexto em que a tripulação realmente precisou de um.

Podemos ver qual desses itens você dá mais importância e com isso ver quem você considera o imediato. Eu pessoalmente acho que o próprio Oda valoriza o conselheiro acima de tudo, então que o cargo acabaria pendendo pro Zoro, mas essa é só uma perspectiva e existem várias. Uma ótima perspectiva é achar que a função está dividida demais para o bando ter um imediato, mas o jeito como eu gosto de ver é: todo mundo tem um pouco de imediato.

Isso é, todo mundo que entrou no bando no East Blue, a galera que chegou depois pegou o bonde andando e não tem autoridade não. É membro do bando e é daora, mas não adianta querer questionar quem tem mais tempo de casa. Ou vocês acham que só porque o Jinbei foi um dos piratas mais importantes do mundo, e é a segunda maior recompensa do bando, que ele vai apitar mais do que o Sanji? De jeito nenhum. Ele é o recruta. Está recomeçando do zero. Vai ser o cara que comanda o timão e obedece a Nami.

De resto, acho que já está na hora do fandom de One Piece migrar para uma pergunta bem melhor. Que é a “quem é o imediato da Big Mom?”, pois aqui é onde temos que pensar de verdade. É o Katakuri por ser o mais forte? É o Perospero por ser o primogênito? É o Streusen por ser o primeiro tripulante e fundador do bando? Ou é a Pudding em quem a Big Mom confia seus segredos mais do que nos outros? Esse dá um debate muito melhor pra inundar os foruns.

Sobre o autor

Izzombie

Sou um cara chato que não consegue ver um filme sossegado sem querer interpretar tudo e ficar encontrando simbolismos e mensagens. Gosto de questionar a suposta linha que separa arte de filmes comerciais, e no meu tempo livre pesquiso sobre a história da animação.

Por Izzombie

Sobre o autor

Izzombie

Sou um cara chato que não consegue ver um filme sossegado sem querer interpretar tudo e ficar encontrando simbolismos e mensagens. Gosto de questionar a suposta linha que separa arte de filmes comerciais, e no meu tempo livre pesquiso sobre a história da animação.

Alertas

  • – Todos os posts desse blog contém SPOILERS de seus respectivos assuntos, sem exceção. Leia com medo de perder toda a experiência.
  • – Todos os textos desse blog contém palavras de baixo calão, independente da obra analisada ser ou não ao público infantil. Mesmo ao analisar uma obra pra crianças a analise ainda é destinada para adultos e pode tocar e temas como sexo e violência.

Artigos recentes

Categorias

Parceiros

Blog Mil

Paideia Pop

Gizcast

Arquivo